Yola Semedo afirma que "Nos espectáculos é que os artistas que actuam são sempre os mesmos."

Yola Semedo: "Nos espectáculos é que os artistas que actuam são sempre os mesmos."
.
"O mundo da música angolana é, até certo ponto, hipócrita, porque a frente, uns dos outros, todos convivem, mas sinto que há uma separação que cresce cada vez mais entre os músicos e toda equipa que trabalha por de trás dos artistas. Por exemplo, eu, Yola, por ser uma mulher de sucesso, quero permanecer assim o resto da vida, mas já me começa a fazer confusão se aparecer outra rapariga que tenha o mesmo potencial e que, de repente, as pessoas também gostem tanto quanto gostam de mim”, exemplificou a vocalista principal da banda Impactus 4.
Yola disse que acha que essa prática referida é muito má, até porque o mercado musical angolano é espaçoso e os músicos são poucos, porém o que se verifica nos espectáculos é que os artistas que actuam são sempre os mesmos, sublinhou.
Ainda insatisfeita, a artista continuou: “Há uma barreira muito grande que se coloca aos que estão a começar a fazer música e nós os veteranos devíamos nos preocupar em dar a mão aos caloiros e passar o testemunho para que eles possam dar continuidade à música angolana assim como fizeram Elias Dya Kimuezu, Eduardo Paím e outros. E se os nossos músicos continuarem com este comportamento negativo, quem perde é a nossa cultura”, rematou.
Partilhar no Google Plus

Sobre Vany Musik

    Comentar no Blogger
    Comentar no Facebook

0 comentários :